Quando recorda a sua infância, de que brincadeiras se lembra com mais entusiasmo e carinho?

Das brincadeiras em casa ou das realizadas na rua, nos parques, na praia? As corridas com os amigos, o jogo da macaca, as escondidinhas, as caçadinhas, os dias longos de praia…

A importância do contacto com a Natureza é inquestionável para o desenvolvimento infantil. Na interação com o ambiente, a criança aprende a avaliar e a correr riscos, cair e levantar, magoar-se e superar os desafios. Brincar na Natureza torna as crianças mais resilientes emocionalmente.

Proporcionar às crianças brincadeiras ao ar livre é permitir-lhes vivenciar uma variedade de situações em que terão a autonomia de escolher os riscos que querem correr, gerenciá-los e aprender sobre eles. Desta forma, chegarão à vida adulta mais preparados e resilientes, mais capazes de lidar com as adversidades da vida.

Brincar na Natureza estimula a criatividade: os brinquedos são criados e reinventados a partir de recursos encontrados durante a brincadeira. O galho que se transforma numa espada, a folha em barquinho, as pedrinhas em comida…

O acesso à natureza promove o desenvolvimento pessoal, o autocontrole e a autodisciplina. Torna as crianças mais saudáveis, mais felizes e mais capazes de conviver com os outros.

As crianças que brincam em diferentes ambientes naturais são mais ativas fisicamente, mais conscientes sobre sua alimentação e mais cuidadosas com o outro.

A criança que convive com o meio natural e desenvolve afinidade em relação à natureza aprecia e zela pelo mundo à sua volta porque o respeita e o reconhece como seu ambiente.

E a propósito do Dia das Aulas ao Ar Livre, lançamos um desafio às escolas: porque não adoptarem com mais frequência a natureza como sala de aula? A natureza exerce uma importância extrema no desenvolvimento infantil em cada um dos seus aspectos: intelectual, emocional, social, espiritual e físico. A escola não deve ser apenas um espaço para aprender a ler, escrever e contar, antes um local (seja ele qual for) que proporciona à crianças experiências de aprendizagens significativas, integradas e integradoras de todas as valências que fazem parte do ser humano.

Por isso, deixemo-nos de medos e protecionismos exagerados e mandemos as crianças brincar ao ar livre!

 


Nenhum cometário ainda.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Website Field Is Optional.

MensagemMensagem
Your NameYour Name
E-mailE-mail
WEBSITEWEBSITE